domingo, 6 de setembro de 2015

Leituras do Mês | Agosto 2015


 Devido à ressaca literária que começou mais ou menos a meio de julho, este mês foi um mês de poucas e lentas leituras, mas fico contente por estar a retomar lentamente o ritmo. Este agosto não foi uma altura de grandiosas descobertas. Tenho-me desiludido com tudo o que leio, das 1 às 6 estrelas. Acho que tenho somente de aceitar que estou a crescer como leitora e que começo a exigir mais dos livros, contudo, ao mesmo tempo, preciso de dar mais aceitação aos autores por não conseguirem ser completamente inovadores, caírem em alguns clichés e falharem, tal como todo o ser humano. Não me despedi do Verão como devia ter feito e agora tenho alguns livrinhos que irão ficar parados na minha prateleira pelo menos até o próximo ano, até chegar a época ou a altura certa para eles. O meu maior desejo agora é começar o ano escolar de cabeça erguida, empenho no coração e com o entusiasmo necessário para que este primeiro período termine marcado pelo sucesso, ao mesmo tempo que tento conciliar o blogue e as minhas leituras.

 Agosto é bem capaz de ter sido o pior mês de 2015, no entanto, acredito que melhores tempos virão.

 Entre Julho e Agosto


 No dia 26 de julho inicei a leitura de mais um livro de Dorothy Koomson, O Outro Amor da Vida Dele, e só o terminei no primeiro dia de agosto. Apesar de as primeiras 170 páginas terem sido viciantes e deliciosas, desiludi-me com o resto do conteúdo e não gostei da maneira como a autora desenvolveu a história. Já tem opinião escrita e publicada (cliquem aqui).  Este é daqueles textos que posso chamar realmente de «opinião» - não fui capaz de escrever uma crítica devido a vários aspetos que não consegui avaliar, por dependerem muito do ponto de vista do leitor - assim sendo, podem esperar um comentário mais pessoal em vez de uma análise.

 Recebeu 6 de 10 estrelas (a legenda da escala de classificações pode ser consultada na barra direita).


 Leituras de Agosto


 Como não estava a conseguir entrar verdadeiramente em nenhum leitura, decidi reler um livro que me é bastante especial e que não é muito conhecido: Por Favor Cuida da Mamã, da autora sul-coreana Kyung-sook Shin. Iniciei uma nova leitura desta obra porque julguei que me ajudaria a sair da ressaca, pois possuiu características muito únicas, uma delas o facto de ter qualquer desenvolvimento significativo na história, pois trata-se, maioritariamente, de um conjunto de memórias e reflexões que as acompanham. Não desfrutei tanto da experiência como da primeira vez, em que lhe atribui 8 de 10 estrelas, mas cumpriu a tarefa que lhe atribuí e consegui recuperar a vontade de ler.

 Li-o durante quase todo o mês, na praia, desde o dia 9 a 22. Gostaria imenso de escrever uma opinião que lhe fizesse jus, mas não tem sido fácil. Darei o meu melhor.

 Também recebeu 6 de 10 estrelas.



Depois, inicei a leitura de um conto que já andava a namorar com os olhos desde que o trouxe para casa, que é o Uma Terra Distante, de Nora Roberts. Não gostei! Foi péssimo! Tirem-me isto da frente! Nada nele me cativou, não houve uma única coisa que gostasse, uma única característica que posso dizer que tenha feito valer o livro. Comecei-o no dia 22 e terminei-o no dia seguinte, contudo, é uma leitura bastante fácil, rápida e leve que se lê em menos de 12 horas e que dá para passar o tempo. Não detestei, nem posso dizer que sinto rancor por ele, mas sentir-me-ia desonesta se lhe desse as 3 estrelas, porque, mais uma vez, não gostei de um único aspeto nele. Se estiverem interessados em saber um pouco mais sobre o que achei, podem ler a minha opinião no Goodreads  aqui.

 Dei-lhe 2 de 10 estrelas.


 Tinha-vos dado a conhecer, no post anterior, a minha TBR para a Maratona Hot Summer Reading e envergonho-me de confessar que fui um desastre, pois, de entre os 3 livros que planeava ler, li somente um e não fiquei impressionada. Falo-vos do Antes de Adormecer, de S. J. Watson, e escrever a opinião deste livro também tem sido um verdadeiro desafio. Adianto-vos que foi uma desilusão e não o considero um exemplo dentro do género. É previsível desde a primeira página até os momentos finais e o único momento em que o autor colocou algo de verdadeiramente surpreendente resultou numa tentativa falhada porque já era de esperar que acontecesse uma reviravolta do género. Fiquei tão zangada com o autor que me recusei a ler fosse o que fosse nos restantes três dias da maratona. Enfim... Podem chamar-me cabeça dura.

 Li-o de 24 a 28 de agosto e recebeu 3 de 10 estrelas e eu vou escrever-lhe uma crítica! Tenho de escrever-lhe uma crítica!

 Assim, a classificação média atribuída às leituras deste mês, excluindo a obra terminada no primeiro dia deste mês de agosto, é: 3 Estrelas.

De Agosto a Setembro


  Antes de iniciar a maratona, tinha ideias de começar o livro A Luz do Fogo, de Sophie Jordan, no entanto, por causa do conto Uma Terra Distante perdi toda a vontade que tinha em ler fantasia. Assim, comecei a ler O Maior Amor do Mundo, de Seré Prince Halverson e também não estou muito satisfeita com o que encontrei até agora. Está a ser daquelas leituras em que só pego para passar tempo, do género Ah, o jogo ainda não carregou, vou ler uns quantos parágrafos ou A comida ainda não está pronta. 'Bora ler mais um bocadinho. Não tenho lido praticamente nada só com o objetivo de entretenimento. É um livro amador de uma escritora amadora e esse é o meu maior problema com ela. E, como não se trata de uma escritora portuguesa, não me sinto na obrigação de lhe dar mais atenção que esta.


 E vocês? O que leram em agosto? O que estão a ler agora? Têm alguma sugestão de boas leituras que poderão mudar a minha sorte? As vossas recomendações são bem-vindas. :)

 Beijinhos e Boas Leituras para setembro!

2 comentários: